domingo, 27 de maio de 2012

Rab Ne Bana Di Jodi


Oi pessoal!

Adivinha? Hoje é meu aniversário! E para comemorar essa data tão feliz, resolvi fazer a resenha do meu filme favorito: Rab Ne Bana Di Jodi! Eu sei que é complicado definir um favorito entre vários filmes queridos, mas RNBDJ está um passo a frente de todos os filmes que vi, e não só de Bollywood. A razão, talvez o post ajude a elucidar, mas amor não se explica se sente. Como o meu outro filme cravado no coração já recebeu seu merecido destaque no especial SRKAJOL (quem acompanhou o especial sabe que é o DDLJ, né?), agora é a vez de o nosso amado Surinder ter seu dia de estrela aqui. Então vamos começar a falar deste filme, que segundo o nosso sempre prestativo ShahrukhKhan.org foi um ALL TIME BLOCKBUSTER. Sim, querido, você leu direito. RNBDJ foi um dos maiores êxitos da Yash Raj Films e da carreira do nosso divo Shahrukh Khan.


A sinopse:

“Surinder Sahni é aquele indiano médio, comum e trabalhador da Punjab Power. Certo dia vai ao casamento da filha de seu antigo professor e se apaixona a primeira vista pela noiva, a bela e alegre Taani. Mas a desgraça vem como uma tormenta e o comboio do noivo, com toda sua família, sofre grave acidente e todos morrem. Como desgraça pouca é bobagem, o pai de Taani enfarta devido ao choque. Em seu leito de morte, pede que Suri se case com Taani, que agora está sozinha e desamparada. Surinder e Taani se casam, mas ela deixa claro que nunca conseguirá amá-lo. Disposto a ser o galã da vida de Taani, Suri muda completamente o visual e vai até onde a jovem começou a estudar dança. Como não foi reconhecido pela esposa, Suri resolve manter a dupla identidade e quem sabe como o divertido Raj Kapoor, conseguir fazê-la sorrir novamente.”

 Suri, eterno rei e funcionário deste debochado blog!

Quem já visitou os posts antigos deve lembrar que foi com Veer-Zaara que cheguei até Bollywood, mas foi com RNBDJ que entrei, sentei, tomei um cafezinho e não tenho qualquer intensão de sair. Após ser levada a terras inexploradas em meu coração pelo amor-que-tudo-supera de Veer e sua Zaara, pedi ajuda ao profeta Google (quando você é novo na parada, não conhece ninguém e nada, tem que apelar para o deus que tudo sabe e tudo vê) pra me jogar nessa rykheza chamada Bollywood. Caí numa lista de 50 melhores filmes indianos, com muitos antigos, alguns novos e vários do Shahrukh Khan. Entre eles, DDLJ, KKHH, Om Shanti Om, Devdas e claro, RNBDJ. Baixei muitos, a maioria esmagadora do divo, porque era um rosto e nome conhecido (me engana que eu gosto). E o primeiro de todos que vi foi justamente RNBDJ.

 Raj é a alegria em pessoa! Difícil resistir a tanta luz e cor! XD

Aqui, olhando para o monitor da verdade, é complicado explicar o que aconteceu. Só sei dizer que quando o filme terminou o meu rosto estava dolorido, pois não conseguia parar de sorrir. Foi amor à primeira vista! A história de RNBDJ é tão simples e suave que chega a ser ingênua. O amor que Suri tem por Taani é de uma pureza e doçura que nunca tinha visto igual (a única coisa que ele quer é vê-la sorrir, gente! Pode isso, Arnaldo?). O filme tem não só o romance, mas comédia na dose certa, até um pouco de aventura e não há espaço para o dramalhão, apenas para a felicidade. O filme foi lançado em 2008, não muito tempo depois de um atentado terrorista em Mumbai. O diretor Aditya Chopra (que também dirigiu DDLJ, ou seja, praticamente deito pra ele passar por cima de mim) insistiu em lançar Rab Ne Bana Di Jodi (que significa Uma parceria feita por Deus) mesmo assim e estava certíssimo. Se existe um filme que poderia trazer um pouco de alegria a um país sofrido, esse filme é RNBDJ. Imagina o que ele pode fazer por você? E o que fez por mim?


Shahrukh Khan está em uma das melhores performances de sua carreira. Suri é um sujeito comum e simplório, que não tem a menor ideia de como agradar sua amada. Para ele, tentar imitar os heróis dos filmes é a solução. A cena em que ele vê Taani rindo no cinema com um desses action heros é de cortar o coração. Ele sabe que não é nada daquilo e em sua ingenuidade, é esse tipo de homem que Taani deseja. Mas diferente de alguns filmes por aí, no qual toca uma música e o personagem se modifica completamente de uma hora pra outra, Suri não vira um galã ao se transformar em Raj. Ele age de uma maneira hilária, exagerada, fazendo os flertes mais cretinos possíveis, sem se dar conta que mais paga mico do que conquista. O seu diferencial é ser uma figura positiva e alegre na vida sofrida de Taani, o que acaba fazendo toda a diferença.


Curiosamente SRK recebeu poucos prêmios por esse papel, o que pra mim foi um crime. Ele conseguiu o mais difícil: diferenciar Suri e Raj sem precisar apelar para intensa maquiagem. Tirando o bigode e as roupas, nada mais separa Suri de Raj. Mas eles são muito diferentes! Você pode até achar forçada a ideia de Taani não reparar que Raj é seu marido, mas o filme é bem construído nessa parte. Além do trabalho fantástico do nosso divo, Taani não repara em Suri. Ela não o vê, não o enxerga, não olha pra ele. Ele é nada para ela. Apenas o marido mala com quem ela está em dívida. Mas é claro que isso vai mudar. Afinal, um amor que é só luz como o de Surinder não demora a raiar no coração de Taani.

 Essas atrizes indianas abusam do direito de serem fofas!

Anushka Sharma fez sua estreia no cinema vivendo a Taani. Hoje ela já é uma atriz com vários trabalhos e muitos ainda virão. Bonita (para mim o sorriso mais lindo de toda Bollywood), jovem e com talento, o céu está estrelado para ela. Sua Taani é uma moça honesta, mas muito machucada pela vida, procurando desesperadamente algo no qual se agarrar e nem repara que tem em Suri tudo que precisa. Aliás, durante uma cena no trocador de uma loja, Taani responde ao nosso Freud a pergunta que sempre o atormentou: o que querem as mulheres? Freud, querido, se tivesse assistido RNBDJ saberia que tudo que uma garota quer é que alguém a ame como ninguém a amou antes. Simples, né meninos? XD

 Num post do meu aniversário tinha que ter um espaço pra nossa diva máxima brilhar, né?!


As músicas de RNBDJ são um verdadeiro show. Todas são ótimas e só acrescentam ao filme.  Começando com Haule Haule, na qual Suri canta que o amor vai crescer suave. Eu sou apaixonada por essa música e ela representa com perfeição o personagem. Temos também Tujh Mein Rab Dikhta Hai, que tem uma letra lindíssima e na qual Suri e Raj cantam para Taani. Ela também canta e dança, na animada Dance Pe Chance e por fim, mas não menos importante, Phir Milenge Chalte Chalte.  Quando vi essa cena, fiquei muito, muito encantada. Ela é maravilhosa e SRK dança com suas jodis mais clássicas, como Preity Zinta, Rani Mukerji e claro, não poderia faltar a melhor de todas, Kajol. A música faz referência a ícones do cinema indiano, como Raj Kapoor, Dev Anand, Rajesh Khanna e Rishi Kapoor. O refrão da música, que é a frase com a qual Raj sempre se despede de Taani é a junção de nomes de 3 filmes dos poderosos Khans: Hum Hain Rahi Pyar Ke do Aamir Khan, Phir Milenge do Salman Khan e Chalte Chalte do próprio Shahrukh Khan. Se você não for ver nenhum dos vídeos que coloquei o link, pelo menos faça um esforcinho e veja o vídeo de Phir Milenge Chalte Chalte. Nem que seja pra ver de onde eu tirei o head do blog... XD

RNBDJ é um filme que recomendo de coração aos meus leitores. Esse filme me fez amar Bollywood, me tornar fã incondicional de Shahrukh Khan e ter pequenas doses diárias de felicidade quando revejo alguma cena ou ouço alguma música. Talvez você assista ao filme e não sinta nada disso, mas duvido que seu dia não vá ser mais feliz. RNBDJ é exatamente tudo que Bollywood representa para mim: alegria, magia, sonho, encantamento, amor e felicidade. É isso que busco nos filmes indianos e é isso que este tem de sobra. O blog recomenda muito que você dê uma chance ao Surinder, que pode parecer um sapo, mas é um príncipe que conto de fada algum poderá botar defeito. 


SRK e suas jodis

Ele combina mais com essa, né? XD

Esse Raj me mata...

 Não deixe de ver esse filme! É PURO AMOR mesmo!!

 

 

   

7 comentários:

  1. BOA TARDE, como sempre seu trabalho está maravilhoso.Eu ficaria muito feliz se algum poderoso de Bollywood visse seu trabalho e + ainda que o SRK também visse, com certeza ele amaria e se for a pessoa querida que tudo indica que é, convidaria você para no mínimo um jantar a luz de velas.Quem sabe...

    ResponderExcluir
  2. ameiiiiiiiii...eu tb amo Surinder: a prince in a lil yellow hyundai...toda mulher merece um coração como o de Surinder, a alegria do Raj e um amigo como o Bobyyyy...e vc se supera a cada post...parabéns, pela criatividade e pelo niver!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Oi Leonice! Obrigada, que bom que gostou! Nossa, seria bom demais se o SRK visse o blog e me chamasse para esse jantar, mas eu ando zuando tanto os filmes dele... sei não... XD

    ResponderExcluir
  4. Oi Cida! Obrigada, amiga! O Suri é demais, realmente um príncipe. Quem dera um desses na minha vida...

    ResponderExcluir
  5. Muito legal o post, Tabby-chan! Eu sei bem o quanto RNBDJ é importante pra vc! XD Ótimos quadrinhos como sempre. : ) Tenho que ver esse filme, né? Gosto muito daquela música do Surinder, acho muito bacana mesmo. o/

    ResponderExcluir
  6. Sim Rafi! Tem que ver! XD Você vai se divertir, garanto! Obrigada por comentar, querida!

    ResponderExcluir
  7. Sempre digo que Suri é amor pra toda vida... ao infinito... e além!! Mas não custa nada brincar com o Raj de vez em quando kkkkkkkk...

    Tenho um amor imenso pela música Tujh Mein Rab Dikhta Hai. É simplesmente perfeita!

    Ô louco meu!! Tu arrasou nos quadrinhos...The Best!!

    Raquel.

    ResponderExcluir